RSS
 

3.

01 jul

Quando penso em ti,
lembro a figura de um pássaro azul,
celebrando a vida com seu gorgeio.

E assim, voas e me carregas junto.
Vamos até a mais alta montanha,
entre escarpas perigosas,
e me tiras qualquer receio.

E percebo a verdade única,
que teu olhar de silêncio
murmura: que o teu amor
é o meu esteio.

Depois, pousas em meu colo
e me tocas levemente,
e o mundo se aninha como criança
na doçura do teu seio.

 

Tags:

Deixe um comentário