RSS
 

CANÇÃO DE EXÍLIO

24 jul
minha terra exilou-se do South América
num dia de muita conversa católica
e ficou na dela com catrevage demais

agora tem rei para todos os gostos
domingos fantásticos
programa eleitoral altissonante
helicópteros que voam em dólares
e dores amargas e 7 a 1

minha terra tem remendos mil
regime presidencialista de sonhos
parlamentaristas e quem ganha
faz posse de monarquistas
e a poesia por não vender – fuzila-se

a censura são detalhes de nós dois
e o grande barato é viver de ongs

o esporte é deixar tudo de lado
não pensar e distrair rindo de si mesmo

minha terra esconde minha terra
então vou-me esconder de minha terra

vou pra maracangalha
sem chapéu de palha
pois quero pelo menos o sol
no meu cocuruto plebeu

e como disse minha terra
lá pelos tratos de madrid
adiós muchachos
que o meu sabiá
quando sente saudade
canta em árvore errada

 

Deixe um comentário