RSS
 

POE ma

01 jul

POEma

 

O BRADO RETUMBANTE

01 jul

O BRADO RETUMBANTE

 

COMPETITIVIDADE

01 jul

COMPETIVIDADE

 

POETA

01 jul

POETA

 

DESCARTÁVEL

01 jul

DESCARTÁVEL

 

4

01 jul

O que é longe para o pensamento?
Que é a ausência para o coração?
De que forma sofrer se temos a lembrança?
Os mosaicos de momentos já nos perpetuaram
juntos, colados como um beijo de amor.
Se vivemos pelo menos um só instante,
já temos uma vida a celebrar.
Se falta um contato de pele,
sobra, dentro de nós, a ternura do sorriso,
este sorriso de uma saudade ao redor,
dançante e efusiva; saudade de fechar os olhos
e poder ver; este sorriso de recordar…

A distância apenas separa o corpo,
nunca a alma.

 
 

20

01 jul

vejo o amor na manhã
à sombra do galho

ela, colada ao corpo
que já lhe deu tanta vida,
busca agasalho

ele, flor na mão,
doando seu ombro
para que ela se recoste,
ostenta o grisalho

ao ver o casal antigo
nasce-me a dúvida:

o que brota em meu rosto
é lágrima ou uma gota de orvalho?

 

18

01 jul

cuidado com o amor descuidado,
mesmo com cheiro de baunilha,

acaba nos deixando sózinhos,
cercado de dor como uma ilha

não pode ser amor
o que nos ata ao chão
feito armadilha

 

9

01 jul

Teu olhar entra em mim
e tomas posse do meu dia.
Como um beija-flor
buscas a vida
no meu resto de alegria,
que reparto na noite ninfa
com a tua fotografia.

 

5

01 jul

Nesta noite estou contigo.
E conto nossa história
a um estranho amigo.

Conto de nosso jardim
que imagino seja
onde plantaste o amor em mim;

que teu rosto de agora
é uma pálida lembrança
nas sombras desta hora.

Conto com certa impaciência
que o passado me arde
na flor triste de sua ausência.

A palavra sai pura,
meu pensamento voa
atrás daquela ternura.

O que resta de nós dois
numa nuvem cinza
é um eterno depois…

 
Page 71 of 74« First...«6970717273»...Last »