Nesta noite estou contigo.
E conto nossa história
a um estranho amigo.

Conto de nosso jardim
que imagino seja
onde plantaste o amor em mim;

que teu rosto de agora
é uma pálida lembrança
nas sombras desta hora.

Conto com certa impaciência
que o passado me arde
na flor triste de sua ausência.

A palavra sai pura,
meu pensamento voa
atrás daquela ternura.

O que resta de nós dois
numa nuvem cinza
é um eterno depois…

5
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *