Na noite, procuro o sono.
Olhos cinza, flor do mal,
abandono.
Mas, ao sentir que estás aqui,
dissolvo-me inteiro dentro do quarto,
me emociono.
Aí, tu me transformas em chuva leve,
como folhas de outono.

12.
Classificado como:

Uma opinião sobre “12.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *