A moça lá embaixo

revolve seu mundo

dentro da bolsa.

Aflita, desfaz sua paz.

(quando comprava a loção hidratante)

O medo entre seus pertences;

noto o alívio por encontrar

seu bem procurado. Fico

pensando do alto desta janela

o quanto tentamos desvelar

o tudo sem nada saber.

O quanto se aflige a dúvida:

para ela aquele instante foi

uma de suas eternidades?


22.1.19

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *