Os fatos de hoje não são apenas notícias.  Crescem como hera em nossas mentes e corpos. Passam a residir dentro de cada um. São como pincéis a dar a cor ao nosso olhar. Mãos antes beijadas agora bolinam. Sombras nascidas do anteparo do susto, a cada minuto próximo alardeiam o divórcio destes tempos com a humanidade. E, como as vacas do adágio, já fomos pro brejo.

27.2.19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *