ao amigo fraterno alço súplicas

ele me orienta: vender hot-dogs

como sempre, os muros

desta vez, Confúcio


e como nada percebo

nossa conversa deriva pelo irreal

ansiamos encontros no bar

no remoto bar da esperança


lá ouviremos uma cantora maltratada

e reclamaremos dos psico-terapeutas

.

DISPERSÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *