“J’ai plus de souvenirs que si j’avais que si mille ans.”
BAUDELAIRE
O caminho ao passado
torna-se funda suicida
quando a manhã alberga
pedras da noite.

Até a volta
da estação das forças,
vadiemos nossos passos
por vias do esquecimento.
LEMBRANÇAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *