A contenda é contra nossa mente.

A grande luta das forças insanas.
Como cessar a maré intermitente?
Guardar o Minuano em choupanas?

É preciso acordar e nos vencer.
Ser o mais altivo conquistador,
que dentro de nós vive sem saber
que o aguardamos para o labor.

Com a alma comandante revelada
partir para batalhas sem repouso.
A iniciar no encontro da alvorada
até quando damos ao sonho pouso.

Florir a vida com estóicas palavras
na colheita perene do pensamento.
Seguir a trilha para o alto às claras
com a leveza do desprendimento.

Descobrir no Servir a força contida.
Na imensidão do amor permanecer.
Respirar o ar fresco da nova vida
que encontraremos neste vir a ser.

Sentir nas manhãs do Sol o derrame
sobre nosso rosto e fazer a conexão
com a Vida Maior no sagrado ditame
que nos conduz à eterna comunhão.

Enfim, marcar a nossa ínfima passagem
por este planeta que foi nossa morada
neste tempo de busca e aprendizagem
da Unidade por Deus predeterminada.

8.11.19

 

LUTA DO SER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *