“Meu Pai trabalha sempre
e eu também trabalho”
JOÃO 5-17
Me transformo, me moldo.
Neste mundo de Deus
me afiguro, me adapto.
Nunca paro, e até
o próximo segundo
me refaço, estou apto.

Se a obra do filho
e pai é incessante
sou desta força
filho do mundo que se replica:
o tudo ou o nada mutante.

Ontem à noite
era um espinho ou inhame;
engrenei-me no universo
como um gene que aprende
na magnitude deste came.

Não busco entendimento
nem oro em contestação,
mas curioso e poeta,
queria saber o que se evoluiu
a ser meu coração.

(de uma das milhares conversas saudáveis com o Sr. Lara)
2009
MOTO-PERPÉTUO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *