para Herzog

a foto do fato do homem tratado no porão como rato
na pele pela dita ditadura
que forja suicida e dor sem atadura

cala o gesto
a pena
a fala
leva à vala
tritura

ama da dor intátil à torpe tortura
mas amador lider a delir o delírio ufano
tripudia a (s)chibata do insano

o nó do peito:
regar o fedor
da dor
do nada feito
ao feitor
.

quem tem medo do homem nu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *