“No meio do caminho tinha uma pedra”
DRUMMOND
salta do papel
como um esquisito corner

atroa ao vento
a palavra-imagem
na lucidez do poema
que luz na aporia

tenta portas e cancelas de dúvidas
nas ultrapassagens
RITOS E PASSAGENS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *