Não adianta o grito,
de dor de senzala
ou do que da garganta arrancar.

Não adianta o gesto,
mãos, braços, rostos,
estilhaços de bandeiras a desfraldar.

Não importa o sorriso,
lar de enigmas,
nem a face que estampar.

A vida só se revela
na cor do nosso olhar.

VERDADE
Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *